• slider08.jpg
  • slider06.jpg
  • slider03.jpg
  • slider05.jpg
  • slider9.jpg
  • slider02.jpg
  • slider04.jpg
  • slider10.jpg
  • slider07.jpg
  • slider01.jpg
Imprimir

Atitudes e comportamentos dos banhistas

A incorrecta avaliação dos riscos e a doença súbita estão na origem da maioria dos acidentes balneares graves.

Comportamentos de risco mais frequentes:

  • Incorrecta avaliação do risco decorrente das condições balneares.
  • Sobreavaliação das capacidades próprias em termos de natação e à vontade dentro de água.
  • Não cumprimento dos sinais das bandeiras, das placas sinalizadoras de zonas perigosas e das indicações dos nadadores salvadores.
  • Choque térmico por contacto súbito com a água.
  • Prática balnear no período de digestão.
  • Prática balnear sob o efeito (ou de ressaca) de álcool ou drogas de abuso.
  • Alimentação e hidratação inadequadas por insuficientes.
  • Prática balnear sem precauções específicas quando sofrendo de doenças crónicas, convalescença de doença ou acidente recentes, e sob o efeito de medicamentos.
  • Desatenção pelos acompanhantes responsáveis na vigilância próxima dos seguintes grupos de risco: crianças e jovens, idosos, utentes com capacidades físicas ou psíquicas diminuídas e utentes com reduzido ou nulo à vontade na água.
  • Prática de saltos para a água quer a partir da areia quer de posições elevadas.

Significado do Código de Sinais das Bandeiras:

  • Bandeira VERDE: Boas condições para a prática de banhos e natação assumindo as regras e recomendações de segurança.
  • Bandeira AMARELA: Condições perigosas para prática de natação. Condições aceitáveis para banhos assumindo as regras e recomendações de segurança.
  • Bandeira VERMELHA: Prática de natação e banhos perigosas. A simples permanência próximo da linha de água poderá representar risco elevado.
  • Bandeira XADREZ: Praia temporariamente sem vigilância.
Câmara Municipal de Espinho
Junta de Freguesia de Espinho
Instituto de Socorros a Náufragos
Bombeiros Voluntários de Espinho